Fisioterapia Uroginecológica

TRATAMENTO DAS DISFUNÇÕES DO ASSOALHO PÉLVICO

Dentre as áreas de atuação da fisioterapia, a Fisioterapia Uroginecológica é uma especialidade que atua no tratamento conservador das disfunções urogenitais e anorretais como as incontinências urinárias e fecais, as disfunções sexuais femininas e os prolapsos genitais (bexiga, uretra, útero, intestino e reto).

Embora a incontinência urinária seja um problema bastante comum entre as mulheres, afeta também os homens.  Por ser um assunto pouco discutido, até mesmo nas consultas médicas devido à vergonha, as mulheres a consideram como algo comum da idade.

A incontinência urinária é a perda involuntária de urina. Pode ser classificada em: Incontinência urinária de esforço que é a perda ao tossir, espirrar, rir ou fazer esforços, podendo ocorrer quando os músculos pélvicos que sustentam a bexiga e a uretra se tornam fracos e, Incontinência urinária de urgência que é a perda decorrente de uma vontade súbita de urinar seguida imediatamente de uma contração involuntária da bexiga, resultando em perda de urina. Pode ocorrer durante o sono, após beber pequena quantidade de líquido, contato com água ou por uma situação de stress.

A bexiga é um reservatório muscular que se contrai quando temos vontade de urinar e durante a micção. Se essas contrações tornarem-se excessivas e frequentes, o desejo de urinar passa a ser incontrolável e urgente. Trata-se da Bexiga Hiperativa. Nessa condição, há um aumento da freqüência urinária (urinar mais de 8 vezes ao dia e mais de 1 vez à noite), urgência para urinar que poderá ou não estar acompanhada de perda de urina.

Fisioterapia Uroginecológica é apontada como procedimento de primeira escolha no tratamento das disfunções visto que vários estudos têm mostrado a possibilidade dessa terapêutica evitar a cirurgia. O tratamento consiste no fortalecimento da musculatura do assoalho pélvico (períneo), na reeducação do funcionamento da bexiga e na conscientização da musculatura perineal. A terapia associa cinesioterapia, eletroterapia (biofeedback, eletroestimulação), exercícios proprioceptivos e terapia  comportamental.

 

+ especialidades